Blog do Citadini


Estamos em novo endereço

A fim de acompanhar o avanço da tecnologia e produzir um melhor conteúdo, estamos mudando nosso endereço para um blog novo em folha. À partir de agora, todos os novos textos serão publicados no www.blogdocitadini.com.br.

A presente página será mantida como nosso arquivo, com alguns anos de notícias e comentários.

Esperamos todos na nova casa!

Um abraço,

Roque Citadini

 

 



 Escrito por blogdocitadini às 19h22 [] [envie esta mensagem] []






É doença


(Rembrandt, "Os síndicos da guilda de alfaiates de Amsterdã". 1662, óleo sobre tela)

Clube também fica doente. É o caso do São Paulo: que quer (porque quer) tornar-se a maior torcida do Brasil.
Há uns 10 anos o Departamento de Marketing tricolor fixou a data em que teria mais torcida que o Corinthians: 2013. Concorrendo com as religiões que marcam o fim do mundo, o SPFC passou a divulgar um trabalho (cientifico, diziam)  que mostrava a liderança tricolor a partir de 2013. Creio que acreditaram numa pesquisa da Folhinha (com crianças de 4 anos) e passaram ao delírio. Como 2013 está aí e a profecia não poderá ser cumprida, estaria na hora de encontrar outra data. A matéria "A torcida que cresce" no Estadão deste domingo, 11/3, do Paulo Vinícius Coelho marca o sobrepasso em uma nova data. O jornalista, especialista em números, estatísticas etc. passa agora a divulgar números do futuro, e profetiza: "a tabela das maiores torcidas daqui dez, vinte anos  (pode mudar) e a resposta indica o São Paulo". Pronto, os tricolores podem respirar aliviados! Não será mais no ano que vem que passarão a ser a maior torcida, mas daqui uns dez ou vinte anos. O jornalista, que faz a matéria sobre o Nordeste, com um sem número de informações do ex-presidente do SPFC, Carlos Miguel Aidar,  mostra que tudo é um trabalho bem feito do Tricolor.
Tudo bem que ele acredite, mas não é o que mostram os números. A torcida que cresce é a do Timão, em São Paulo e nos outros Estados. O São Paulo, para desespero do jornalista, ocupou (um pouco) do espaço do Palestra. Nada mais. Bom, mais agora os tricolores não precisam sofrer tanto. Não será em 2013, como dizia o marketing tricolor, mas daqui uns 10 ou 20 anos.
Ufa! Estão salvos da data fatal de 2013!

 

O problemaço Adriano

O problema do jogador Adriano continua a atormentar o Corinthians e a agitar todo o futebol. Como disse várias vezes: o Corinthians necessita de um Adriano em boa forma física . É um jogador que, em boas condições, decide jogos. O atual time do Corinthians é um time organizado (o melhor do Brasil), compacto, que perde pouco, mas que ainda precisa de uns 2 ou 3 jogadores diferenciados para dar um salto nas competições que disputa.
Adriano, em forma, poderia ser um deles. Não adianta nada ao Mosqueteiro ficar acusando o jogador disso ou daquilo. Quando o Clube o contratou já sabia de seu currículo. Muita confusão, dispensas e boas fases. O Timão foi para uma jogada de risco. Como a torcida (na maioria) não via com bons olhos sua contratação, a Diretoria divulgou duas "mentirinhas": que o contrato seria por produção (jogando, ganharia) , e que o Clube poderia rescindir o compromisso a qualquer tempo. Era lorota, como foi lorota a história de que "o Tevez não vem agora (julho de 2011), mas estará aqui no ano que vem (2012)".
A mídia, "cordeiramente", aceitou tudo. Agora querem acusar o atleta por um comportamento pouco profissional. Qual é a novidade na postura do jogador? Será a primeira vez que tem esta conduta?
O Clube - uma vez que requisitou o jogador - deveria ter se preparado para superar seus problemas. Soa como piada deixar Adriano e suas questões a cargo de nosso Departamento Médico, cujo chefe não é um poço de virtudes. Só tem prestigio na crônica esportiva e programas de esporte, não contando com qualquer atividade Acadêmica ou reconhecimento nas Universidades. Pelo contrário, é tratado de forma irônica. Mesmo com uma Comissão técnica de excelente qualidade, o trabalho seria difícil. E com um Departamento Médico como esse, a missão fica para lá de complicada. O que todos podemos fazer é figa. Que o jogador tenha um momento de reflexão e volte para sua carreira.
E o Corinthians precisa muito de um bom jogador.



 Escrito por blogdocitadini às 09h05 [] [envie esta mensagem] []






O Tatu é nosso

    O tatu será o mascote da Copa de 2014, segundo informa Veja, deste final de semana. Uma escolha surpreendente já que outros disputavam esta escolha, até com maiores apoios. O Ministro Aldo Rebelo seria favorável ao Saci. Outros defenderam aves próprias do Brasil. Teria vencido o Tatu  que quando curvado , parece uma bola. Vamos ver. É um mascote pouco usual. Creio que até agora só foi lembrado por uma famosa pinga. Mas também não podemos esquecer a experiência caipira que diz "fulano está fechado como um tatu", quer dizer sumido, fugido, calado.

    O problemaço Adriano

    Será um duro golpe nos projetos do Timão para este semestre a perda de Adriano. Como todos temos visto nosso time é bem organizado, joga com muito empenho e equilíbrio , mas necessita de uns dois ou três jogadores acima da média que possam decidir jogos. Adriano era uma esperança pois , em boas condições atlética, será de grande valor.

    É fácil acusar o jogador pelos atuais problemas. Mas prá nós, só isso, não resolve nada. Ao contrário, cria outros problemas. Quando o jogador foi contratado era sabido seu risco. Embora bom jogador sua carreira sempre fora tumultuada. O clube resolveu comprar este risco. A torcida não gostava muito da idéia de sua contratação  mas a diretoria do Corinthians agiu e divulgou que o jogador viria com duas condições: teria um contrato de risco ( só ganharia se jogasse) e o clube poderia há qualquer tempo rescindir o contrato. Era tudo papo só pra acalmar a torcida. A midia comprou tudo como uma bela jogada de marketing. Era uma lorota vazada em jornais, rádios, blogs e tv que objetivava apenas " viabilizar " a contratação. Por esta razão a midia que "cordeiramente" divulgou a lorota do Corinthians quer porque quer acusar o jogador de tudo. Não querem lembrar os fatos quando de sua contratação. Dizer que o atleta perdeu a confiança porque mentiu seu peso pra uma TV é exagero. Que não quis subir na balança é apenas um fato numa série de problemas. A questão do peso foi tumultuado pelo próprio departamento médico que , por várias vezes, deu informações a mídia incorreta. Bom, este já seria um capítulo à parte já que o chefe do Departamento gosta de dar palpite sobre escalação de jogadores, táticas etc. Tudo que nada tem com a função de médico. Participar de programas esportivos é bom para médico, torna-o famoso, conhecido até popular. O melhor seria ter bom conceito acadêmico e elogios na Universidade. Neste campo o nosso Departamento é ausente. Ou melhor criticado, até ironizado. Mas a verdade é que, sem Adriano em boa forma, teremos um bruta problema prá resolver.



 Escrito por blogdocitadini às 12h48 [] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 


BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Bela Vista, Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese, Italian, Arte e cultura, Esportes





     
     




    Rádio Ópera
     
     

    Dê uma nota para meu blog